Pediatra dá dicas para curtir a folia garantindo a saúde das crianças

carnaval-3-1024x769123

Com a chegada do carnaval, quem pretende levar os pequenos para curtir a folia deve tomar alguns cuidados para garantir a saúde e a segurança das crianças. Desidratação, insolação e perda auditiva são problemas que podem ser comuns nessa época do ano.

Confira algumas dicas da médica coordenadora da Pediatria do Hospital Unimed Vitória, Márcia Bellote, para curtir o carnaval com as crianças sem descuidar da saúde dos pequenos.

1 – Lembre-se da hidratação: assim como os adultos não podem descuidar da sua hidratação, é preciso oferecer sempre água para as crianças ao longo da festa. Evite refrigerantes.

2 – Fantasias: para que baianas, piratas, super-homens e bailarinas — entre outros tantos personagens — aproveitem bem a festa, é preciso que pais e mães prestem atenção em pontos importantes. A roupa é uma delas. “Nada de fantasias com materiais quentes ou modelos fechados, que não deixam o corpo respirar. O excesso de calor, principalmente em blocos de rua, pode levar a um quadro de insolação”, alerta a médica.

3 – Maquiagem: se a fantasia requer maquiagem, cuidado! Com o calor e a transpiração, a tendência é que os produtos acabem entrando nos olhos dos pequenos, o que pode causar alergias. Evite!

4 – Cuidado com o sol: insolações também são problemas comuns neste período. “É preciso passar protetor solar a cada duas horas, proteger a cabeça com bonés e chapéus e evitar a exposição ao sol entre 10 e 16 horas”, orienta Bellote.

5 – Viroses: evite grandes aglomerações para proteger as crianças de infecções virais.

6 – Som alto pode agredir os ouvidos: é recomendado ficar a uma distância mínima de 15 metros das caixas de som para não prejudicar a audição das crianças ou, quando possível, usar protetores auriculares.

7 – Lugar de criança é em blocos infantis: os pais devem optar por levar as crianças a blocos adequados para sua idade. Que seja, um bloco dirigido especialmente ao público infantil. Festas superlotadas não são indicadas. Para completar a proteção, prefira calçar tênis, que protegem os pés de torções e pisões.

Escreva um comentário

Preencha abaixo *